Usuários buscam fugir completamente da pirataria, mas essa não é uma tarefa tão fácil quanto se imagina. Talvez esse seja assunto para outro post, mas de fato a cada dia fica mais fácil pagar para ter acesso aos conteúdos de forma digital, as vantagens são muitas, a principal delas é o preço justo.

Além disso temos praticamente toda a nossa vida de forma digital. Os livros já se popularizaram dessa forma, apesar dos livros de papel ainda dominarem (ainda bem!), os filmes e séries também passaram a serem mais consumidos depois que surgiram serviços como o Netflix, que inclusive comecei a assinar há alguns meses atrás e o conteúdo que vem sendo introduzido vem agradando bastante apesar de não ter muitos lançamentos.

Praticamente ninguém mais compra um CD físico. A maioria baixa as músicas em MP3 de forma ilegal ou então adquire o álbum pelo iTunes. Aqui no Brasil os serviços de streaming de música, que para mim é a forma mais interessante e justa de se consumir esse tipo de conteúdo, começaram a fazer sucesso no ano passado, o Rdio deu certo e fez outros concorrentes ficarem de olho no mercado brasileiro.

E parece que finalmente o melhor serviço de streaming de música chegará ao Brasil, estou falando do Spotify, que é disparado a melhor alternativa. É o que tem o acervo mais completo, um ótimo aplicativo para Windows, Mac, Android, Windows Phone e iOS. Dá para usar ele no Brasil, mas precisa de algumas manhas, no caso se quiser usá-lo de forma gratuita - o que só lhe dá acesso às músicas pelo computador e ainda é exibido publicidade - basta usar um VPN e criar a conta. Se quiser acesso pelo smartphone, terá que arranjar um jeito de adquirir gift cards para ativar o preemium, e não sai barato.

Segundo as informações que li lá no Tecnoblog, foram abertas nove vagas de emprego para São Paulo, são elas: Diretor de Vendas de Anúncios, Planejamento de Vendas, Pesquisa de Mercado, Gerente de Tráfego, Contador Sênior, Gerente de Contas e Gestor de Parcerias. Não pode significar outra coisa além da chegada do serviço no nosso país.

Fico curioso para saber mais sobre os preços que serão cobrados por aqui, já que existe uma boa concorrência, além do Rdio que já falei no post, o Deezer e o Rara chegaram recentemente com valores bem competitivos e cada um com as suas vantagens. Se a versão preemium ilimitada, que dá acesso as músicas pelo smartphone, não passar dos R$ 20,00 assinarei sem pensar duas vezes.

Uso o serviço e já testei as outras opções, nenhuma delas chega perto de todos os recursos que ele oferece. Mas vamos esperar até que ele seja lançado aqui para que eu escreva sobre todas as vantagens.