A Canonical sempre lança uma nova versão do Ubuntu num intervalo de seis meses cada, sendo uma versão em abril e outra em outubro. Como de costume, ontem a empresa lançou a versão final do Ubuntu 11.04, que veio recheado de novidades, incluindo a migração do gerenciador de janelas GNOME para o Unity, que sem dúvidas é muito mais bonito de se ver.

Com o Unity, a distro agora perdeu a sua barra de rodapé, fazendo com que a barra de aplicativos ficasse ao lado esquerdo da Área de Trabalho, com um visual similar ao do Windows 7, só que “de lado”. E, visando não atrapalhar a sua produção, o lançador de programas é ocultado automaticamente quando em não uso.

Mas não é só de lançador de programas que vive o Ubuntu. O Unity trouxe aos fiéis “ubunteiros de plantão” um visual mais agradável e, de tão agradável que é, faz-se necessário ter uma placa de vídeo com suporte a 3D. Caso a sua não suporte, o visual de seu 11.04 ficará bastante parecido com o 10.10, já que o Unity será desativado e quem entra na história é o GNOME.

Neste novo Ubuntu, se você quiser encontrar algum aplicativo que não esteja na barra de programas, você deverá recorrer ao dashboard, que também teve uma agradável repaginada no visual, que lembra bastante o modo de pesquisar algo no iOS.

Houveram mudanças na forma como as Áreas de Trabalho se comportam. Se você quer conferir todas as mudanças e funcionalidades adicionadas ao Ubuntu, faça o download gratuito do sistema e teste. Teste até não querer mais. :P

Download do Ubuntu | Ubuntu 11.04