A Samsung fez um ótimo trabalho com o Galaxy S II, mesmo depois de um bom tempo ele continua sendo um dos melhores Androids do mercado, mas agora, o Galaxy S III pode ser considerado o melhor aparelho com o sistema do Google atualmente. O aparelho é sensacional, uma das melhores experiências que tive com o Android, mas o que faz dele tão bom assim?

Apesar de grande, é muito leve e fino, tem uma série de características no software que a Samsung adicionou especialmente à ele e o aparelho é sim "desenhado para humanos" como a companhia diz.

Especificações Técnicas

O Galaxy S III possui tela de 4.8 polegadas de Super AMOLED com resolução de 720 x 1280 pixels com vidro Gorilla Glass 2, processador Exynos 4212 quad-core de 1.4 GHz Cortex-A9, GPU Mali-400MP, 1GB de memória RAM, capacidade de armazenamento de 16 + microSD de até 64GB, câmera traseira de 8 megapixels com flash LED, autofocus capaz de gravar vídeos em Full HD (1080p) e frontal de 1.9 megapixels, conectividade HSDPA, GPS, Acelerômetro, Giroscópio, Barômetro, Sensor de proximidade e Compasso digital, tudo isso alimentado por uma bateria de 2100 mAh. As dimensões dele são 136.6 x 70.6 x 8.6 mm e pesa 133 gramas.

Imagens do Aparelho

Câmera

Além do hardware poderoso que a Samsung colocou no S III muita coisa foi adicionada ao software dele, como eu já disse acima. A câmera do aparelho veio cheio de recursos e opções, além dos seus 8 megapixels. O foco dela é regulável (touch to focus), é possível tirar fotos em HDR, temos detecção de sorriso, um recurso chamado "melhor foto" que, após tirar uma sequência de fotos permite que você escolha a melhor delas, é possível também tirar fotos panorâmicas. O aparelho é capaz de gravar em Full HD (1080p), a qualidade de gravação é ótima.

O reconhecimento facial e a possibilidade de taguear amigos logo após tirar uma foto e o "zero shutter lag" que possibilita que você tire fotos instantâneas são outros atrativos da câmera dele. A qualidade das imagens é boa mesmo com baixa iluminação, e na maioria das vezes não é necessário o flash para capturar as fotos, certamente a câmera é um dos pontos mais positivos do aparelho.

Bateria

Quando você pensa em um smartphone com processador quad-core é normal que você desconfie que a bateria não irá aguentar muito. São mais núcleos trabalhando, o natural é que acabe mais rápido mesmo, mas não é o acontece com o S III, até porque, a bateria dele tem 2100 mAh. Fiquei bem satisfeito com o desempenho aqui, há dias em que uso o celular excessivamente, não paro de checar o Twitter, dar uma olhada nos emails, jogar algo casual e escutar música, além de estar sempre conectado no 3G ou no Wi-Fi, e ele conseguiu aguentar um dia inteiro no modo hardcore. Já usando-o com mais moderação ele chegava ao final do dia com 30~40% de carga, o que não é suficiente para aguentar mais um dia longe da tomada. Isso não é ruim, pelo menos para mim, um smartphone precisa aguentar o meu uso durante o dia e pedir carga apenas no final do dia, quando estou indo dormir, e ele consegue fazer isso com tranquilidade. No dia em que deixei ele ser ser carregado para ver quantas horas ao todo ele conseguiria aguentar, foram 20 horas de uso, utilizando-o normalmente, conectado ao 3G, assistindo alguns vídeos, ou seja, fazendo de tudo. O próprio aparelho conta com um "economizador de energia" que você pode configurar de acordo com o seu gosto e fazer a bateria dele aguentar mais tempo.

Navegação e desempenho geral

O aparelho roda o Android Ice Cream Sandwich, porém com a interface TouchWiz da Samsung (essa versão do TouchWiz é diferente da versão do S II), é engraçado porque, eu gosto muito da interface original do Android, e para mim é a melhor que tem, o design dela é impecável, porém a UI da Samsung é muito boa também e adiciona uma série de recursos que eu gostaria que existisse na UI original do Android. Podemos pegar o exemplo dos atalhos rápidos na barra de notificações, presente na interface do S III, aquilo facilita bastante na hora de ativar ou desativar o Wi-Fi, 3G, Bluetooth, entre outros. Ao mesmo tempo, alguns atalhos rápidos e fáceis ficam de fora, porém estão presentes na UI original. De qualquer maneira, gostei do que a Samsung fez por aqui. A tela de bloqueio é simples e você pode colocar 4 ícones para acesso rápido, basta segurar nele e arrastar o dedo que você irá abri-lo, o mesmo acontece se você receber uma mensagem, um ícone surge na tela de bloqueio.

O desempenho do aparelho é espetacular e não tem muito o que comentar sobre isso. O processador quad-core + 1GB de memória RAM não deixam nada a desejar, ele faz de tudo, sem travar nenhuma vez. Ele tem uma resposta ao toque mais rápidas que eu já vi em aparelhos Android, é bem rápido para alternar entre aplicativos, jogos e tudo mais. Os resultados do benchmark dele podem dar uma ideia melhor sobre o que ele é capaz.

Apps, funções, sistema e multimídia

Ele já vem com uma série de aplicativos pré-instalados, e alguns são bem úteis, como por exemplo o Dropbox. Além dele temos o ChatOn, uma espécie de Whatsapp, porém desenvolvido pela Samsung, o S Memo, aplicativo para desenhar, igual ao do Galaxy Note, S Planner, um tipo de calendário, S Suggests que recomenda aplicativos da loja de apps da Samsung, além do Video Hub que permite que você compre ou alugue filmes.

Como ouço bastante música, o player é um ponto interessante, mas não essencial, pois já tenho meu app preferido para isso, mas no geral o tocador dele é interessante, basicamente igual ao do S II, porém com alguns recursos a mais, e um deles me chamou a atenção, que é o "Salão de Músicas", aparecem alguns quadrados na tela e em cada canto uma opção (Excitante, Calmo, Apaixonada ou Alegre), você aperta em algum quadrado e ele seleciona uma música aleatória de acordo com a opção que escolheu, o ruim é que nem sempre funciona, em algumas vezes selecionei a opção "calmo" e começou a tocar Heartless do A Day To Remember, acho que isso não é algo calmo. Não faço ideia de como a Samsung faz isso, no que ela se baseia, mas, tem algo errado (eu acho). O player também tem a opção de separar as músicas por pastas, o que é uma mão na roda para quem não consegue organizar as músicas. A reprodução de vídeos é bem tranquila, não engasga, e ainda tem a função Pop Up Play.

Há uma série de movimentos e gestos que você pode usar no aparelho que facilita o uso, alguns são bem inúteis. Para tirar uma screenshot basta passar a lateral da sua mão pela tela e pronto. Ou então, se está tocando alguma música, ou alguém está te ligando e você não pode atender, basta virar a tela do aparelho para baixo e ele ficará silencioso. Se você está trocando mensagens com alguém e quer ligar para ela, basta levar o aparelho à sua orelha. Entre outros truques está o "alerta inteligente" que mesmo se você receber uma mensagem, tiver uma ligação perdida e não perceber o celular tocando, assim que você pegar nele ele irá vibrar para avisar que há notificações importantes, e aquele recurso também que não desliga a tela caso você esteja olhando para ela, o "Smart Stay".


Fiquei chateado por não ter conseguido utilizar o S Voice, o recurso não está disponível no Brasil, porém li que ele poderia ser encontrado na loja de apps da Samsung, procurei por ele e não consegui encontrar.

Não curti as opções de sincronização dele com o computador, o Kies é bem complicado, o MotoCast da Motorola e o Zune do Windows Phone fazem o mesmo trabalho com muito menos dificuldade e com bem mais velocidade, a Samsung poderia melhorar o software dela nesta parte.

Preço

Talvez essa seja um dos poucos pontos fracos dele. O preço do Galaxy S III ainda é muito alto aqui no Brasil, mas se você não se importa de pagar muito pela excelência, não irá de arrepender da aquisição. A maioria das lojas está vendendo ele por R$ 2.100,00, mas é possível encontrar de vez em quando por promoção por até R$ 1.800,00 à vista.

Pontos Positivos

Tela, grande e muito nítida com belas cores
Bateria, durou bastante
Software, não é apenas um Android, a Samsung personalizou muito bem
Câmera, ótima qualidade
Velocidade, processador quad-core torna tudo muito rápido

Pontos Negativos

Preço, muito caro
S Voice, não funciona aqui no Brasil
Aplicativo de sincronização de arquivos é péssimo

Conclusão

Clichê, porém é isso mesmo, o melhor Android do mercado atualmente. A Samsung colocou no S III não apenas um hardware superior ao seus concorrentes, mas também adicionou uma porção de truques para atrair o usuário, eles parecem ser pequenos as vezes, porém, acabam facilitando bastante o uso, e é isso o que a companhia queria, trazer uma experiência "desenhada para humanos", conseguiu e com muito sucesso. O design do aparelho pode parecer estranho para alguns no começo, mas ele é sim muito bonito, a ergonomia dele é praticamente perfeita, se encaixa bem na mão, mas é verdade que a companhia poderia ter dado uma caprichada no acabamento dele e não usar aquele plástico na tampa traseira.

Se você está procurando pelo o que há de melhor nos Androids, essa deve ser a sua escolha. Não tem nenhum outro smartphone, pelo menos por enquanto, que consegue bater de frente com S III em desempenho e recursos.