Bradley Patterson, um jogador de futebol americano de um time da segunda divisão foi demitido de seu clube após um tuíte racista sobre o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. O jogador e telespectador se revoltou com a interrupção de Obama durante um jogo entre San Franciso 49ers e New England Patriots.

Enquanto a partida de futebol era exibida, Barack solicitou que interrompessem a transmissão para que ele desse um discurso sobre o massacre que ocorreu na escola de Newtown onde morreram 20 crianças e 8 adultos.

Assim que o presidente entrou no ar Patterson postou em seu Twitter "Tirem esse preto da TV, queremos ver o jogo de futebol" segundo relatos de vários usuários. Sua conta foi excluída da rede social e o perfil do University of North Alabama, time pelo qual Bradley jogava, divulgou sua demissão agradecendo às pessoas que denunciaram a publicação ofensiva.

Infelizmente ele não foi o único que reclamou com a interrupção para o discurso.