Embora a sensação de estar diante de uma tela proporcione uma falsa sensação de anonimato, ninguém é completamente anônimo na Internet, por mais que o serviço informe que não está coletando dados relativos a sua localização. Devido a mencionada sensação da falsa "segurança", diversas pessoas concebem a idéia de que podem ofender quem desejar e permanecerem anônimas.

O Formspring é um prato cheio para esse tipo de idiota usuário, pois há a possibilidade de que ele faça perguntas e permaneça em suposto anonimato. Pensando nisso, a empresa efetivou uma parceria com o MIT visando desenvolver uma ferramenta para detectar tais ofensas e não permitir que quem recebeu as visualize, ou seja, um filtro para determinadas palavras e frases.

Essa ferramenta será de extrema importância, pois evitará que usuários que se abalam facilmente com ofensas as visualizem. A proposta basicamente é, por que esperar pelo bullying para causar reações de estresse e emocionais nos usuários quando é possível detectá-lo antes do mesmo ocorrer?

"Há uma oportunidade real de colocar inovação para trabalhar na resolução do problema do bullying online, e nossa trabalho na Media Lab representa o primeiro passo no que acreditamos ser uma poderosa solução para as redes sociais, pais, educadores, e claro, adolescentes."
Henry Lieberman, cientista e pesquisador da Media Lab.

Você sofreu ou conhece alguém que já foi vítima de bullying virtual? Se sim, quais providências foram tomadas? Caso possua sugestões para evitar e combater esse tipo de comportamento agressivo, compartilhe-as nos comentários logo abaixo.

Com informações: Mashable