Jailbreak, para aqueles que desconhecem, é o ato de habilitar a instalação de aplicativos não autorizados pela Apple em dispositivos iOS – iPhone, iPad e iPod Touch. Apesar de ser o principal meio para a difusão e instalação de aplicativos piratas, algo que nossa equipe desaprova e não incentiva em hipótese alguma, o jailbreak é altamente recomendado para os usuários que desejam explorar ao máximo o potencial oferecido pelos seus respectivos aparelhos e personaliza-los à vontade.

Através da utilização dessa ferramenta é possível personalizar a interface do aparelho e até mesmo habilitar funcionalidades não incluídas pela Apple na fabricação do dispositivo. Eu fui usuário de Jailbrek no meu iPhone 3GS, meu velho companheiro de guerra que em breve será substituído, até a versão 4.3.3 do iOS. No entanto, recentemente, mais especificamente após o lançamento da versão 5 do iOS, cheguei a inevitável conclusão de que seria melhor abandonar a ferramenta. E por que eu abriria mão de toda essa liberdade? Pois bem, é sobre isso que vou dissertar nas próximas linhas, nas quais vou enumerar os principais motivos que influenciaram nessa decisão.

Atualizações

Talvez o principal motivo que me levou a abandonar a tão almejada “liberdade”. O Jailbreak se utiliza de falhas presentes no iOS para execução, falhas quase sempre são corrigidas em pequenas atualizações lançadas pela Apple. O maior é inconveniente é o fato dessas atualizações não apenas corrigirem essas brechas, mas também eventualmente trazerem recursos verdadeiramente inovadores e esperados pelos usuários.

Ou seja, a cada atualização os desenvolvedores das soluções de Jailbreak precisam trabalhar arduamente para explorar novas falhas e depois disponibilizar uma ferramenta de desbloqueio compatível com a nova versão do iOS. Obviamente isso requer tempo, e o usuário desejoso de continuar utilizando o Jailbreak em seu aparelho deve ficar sem atualizar o dispositivo até a nova ferramenta ser disponibilizada. Naturalmente isso resulta em brechas de segurança e uma série de outros inconvenientes que não desejo mais enfrentar.

Vulnerabilidade

É maravilhosa a ideia de abrir o aparelho para novas e infinitas possibilidades, mas isso quer dizer que o dispositivo também vai estar aberto para novas falhas de segurança. Se você utiliza Jailbreak em seu iGadget: Cuidado. Não instale tudo que você ver pela frente e nem adicione fontes de confiança duvidosa ao Cydia, pois é infinitamente mais fácil “hackear” um iPhone com Jailbreak que um sem. Nenhum adepto ao desbloqueio está isento disso, então sempre use o seu bom senso.

Desempenho

Quando comecei a utilizar o Jailbreak imediatamente modifiquei a interface do meu iPhone de todas as formas possíveis e, naturalmente, consegui obter a aparência que eu julgava como perfeita. No entanto, após certo tempo de uso comecei a notar que o meu aparelho não possuía mais um desempenho satisfatório e a bateria durava cada vez menos. Em resumo, esse foi o preço que paguei temporariamente para ter todas aquelas funções “bacanas”. Particularmente esse não é um preço que estou disposto a pagar.

Funcionalidade

Além das personalizações as poucas modificações do Jailbreak que eu utilizava, como a possibilidade de utilizar o botão de volume para tirar fotos e uma espécie de central de notificações arcaica e ineficiente, foram incluídas pela própria Apple no iOS 5. Ou seja, pessoalmente não havia mais sentido para mim manter uma modificação tão “arriscada” sendo que eu já não a utilizava muito.

Afinal, você recomenda ou não?

Como eu disse anteriormente, para mim não faz mais sentido continuar utilizando e tudo escrito anteriormente confirma essa decisão. Mas, se você deseja se aventurar por esse mundo, recomendo que você se informe o máximo possível sobre o assunto antes e reflita se você precisa REALMENTE da modificação. E sim, sempre haverá uma grande possibilidade de você passar por eventuais problemas relacionados com o Jailbreak. Então se você não está disposto a passar por isso, recomendo permanecer com o seu aparelho “intacto”.

No entanto, se essas palavras ainda não foram o suficiente para te convencer e você deseja prosseguir com a realização do Jailbreak. Além de ler o nosso tutorial, minha única recomendação é a de sempre ter bom senso: Não instalar fontes duvidosas no Cydia e tomar cuidado com modificações que reduzam o desempenho do dispositivo.