megaupload-logoOntem eu fiquei sabendo que um dos maiores sites de compartilhamento de arquivos, o MegaUpload, tinha sido desativado após uma operação do FBI. Isso não me deixou chocado ou nada do tipo, uma hora eu sabia que isso iria acontecer, mas não um dia após os protestos contra o SOPA e PIPA.

O fundador e vários funcionários do MegaUpload foram presos, o motivo é a violação de direitos autorais e lavagem de dinheiro em uma escala massiva. O que eu acho mais estranho é que essa operação do FBI foi feita um dia depois dos protestos contra o SOPA e PIPA, será que foi uma forma do governo americano dizer "não precisamos de uma lei para fazer isso, toma!"?

Ontem e hoje o Anonymous está agindo, derrubando vários sites, inclusive alguns do governo americano. As coisas estão ficando sérias. A indústria de músicas, filmes e afins ainda não se adaptou totalmente e os usuários foram mal acostumados e estão aí baixando todo o tipo de conteúdo pago gratuitamente, a internet disponibiliza isso pra gente.

Se pararmos para pensar a internet ajudou muita gente, mesmo com a pirataria rolando. Com os downloads ilegais nós conseguimos descobrir novos artistas, virar um fã deles e ir mais aos shows, muitas bandas atualmente vivem apenas de shows e até disponibilizam seus álbuns gratuitamente na internet, eles já entenderam como as coisas devem funcionar agora e há maneira de se ganhar dinheiro, mesmo com tudo isso acontecendo. Muitos artistas conseguiram ficar famosos e gerar dinheiro apenas com a internet, divulgando seu trabalho na rede.

Avatar foi um dos filmes mais baixados de todos os tempos mas mesmo assim lucrou muito nas salas de cinema, mais ou menos US$ 1,13 bilhão. Poderia ganhar mais? Talvez, mas ainda assim é um lucro extraordinário.

iTunes, Netflix, Spotify e tantos outros serviços de streaming e compras de conteúdo digital vem se popularizando muito nos últimos anos. Os usuários estão, aos poucos, pagando por aquilo que eles querem, muita gente continua baixando, mas principalmente porque alguns desses não estão disponíveis em seus países e quando estão, não oferecem tudo aquilo que podem, são cheios de restrições.

Agora há pouco saiu a notícia que o SOPA e PIPA foram arquivados. Ótimo, os protestos funcionaram! Mas ainda não é o suficiente. Vale lembrar que os projetos de lei foram apenas arquivados, isso não quer dizer que estamos totalmente livres delas. E como eu disse no início do texto, o governo pode tomar ações mesmo sem essa lei, só que fica mais difícil.

Nunca uma grande produtora faliu pelo compartilhamento de arquivos ilegais, eles querem mais dinheiro e vejo muita gente que quer pagar, várias pessoas que começaram a comprar jogos originais, estão usando o Rdio e o Netflix. Há muitas maneiras de se contornar esse problema, mas do jeito que estão querendo fazer não vai dar certo. Repetindo: as pessoas querem pagar pelo conteúdo, só falta ele ser disponibilizado de uma maneira FÁCIL e BARATA, todos nós podemos sair ganhando, produtoras e consumidores.

Você está disposto a pagar pelo conteúdo na internet?