Superando expectativa de vendas no mundo todo, a Apple tem um crescimento de aproximadamente 23% se comparado ao mesmo período do ano de 2011. Foram vendidos 47,8 milhões de iPhone 5 no último trimestre de 2012.

Para termos uma ideia, no final de semana do seu lançamento oficial na China foram vendidos mais de dois milhões de iPhone. Ao contrário do Brasil, que vendeu 1,5 mil aparelhos, que em pouco tempo teve todo o estoque esgotado no país.

O iPhone já não é mais tão exclusivo para quem tem muito dinheiro. Hoje em dia é cada vez mais comum vermos alguém usando um iPhone na calçada, no banco, balada, ônibus ou metrô. Certamente o preço não tem contribuído, mas mesmo assim ele continua sendo objeto de desejo de muita gente, seja por ser um smartphone top de linha ou apenas para dizer que tem um iPhone. Quer queira ou não, possuir um produto da Maçã ainda é, infelizmente, considerado por alguns ter "status".

A empresa busca com o iPhone 5 ultrapassar suas expectativas e fechar o ano de 2013 em alta, ao contrário de 2011 e 2012, o principal concorrente tem dificultado.

No ano passado em pouco tempo o Google teve um crescimento muito alto em comparação a Apple. O Android se espalhou rapidamente entre os usuários em 2012, fechando o ano com 70% de domínio do mercado, 19% a mais que no ano retrasado. Enquanto a Apple não passou dos 22%, índice menor até do que em 2011, que chegou a 24%.

Parece que a “maçã” aos poucos perde sua característica principal, que é inovar, mostrar coisas novas ao consumidor, fazer nossos olhos brilharem. Apple precisa ser mais Apple, assim, quem sabe possa concorrer com o Google novamente na liderança do mercado. Precisa trazer coisas novas aos usuários.

Apesar do iPhone 5 não ser tão inovador, vem conquistando um público grande, assim como todos os outros iPhones venderam muito. O percentual de mercado da Apple em 2013, com certeza será maior que em 2012 e 2011, talvez alcance esse percentual no primeiro semestre. A briga entre Google e Apple estará mais acirrada do que nunca esse ano, ainda mais com a entrada de outros sistemas.