Segundo um novo relatório da Forrester, foram vendidos neste ano, 966 milhões de dólares em e-books.

O relatório diz que os e-books ainda tem um espaço enorme para crescer. A Forrester prevê que os e-books irão subir para quase US$ 3 bilhões até 2015, mesmo se não forem criados novos e-readers (leitores de e-books), o que é improvável, dada a rápida evolução da tinta tecnologia e o surgimento de e-readers novos nos últimos dois anos.

O relatório também destaca alguns fatos interessantes sobre os leitores de livros eletrônicos. Elas lêem mais livros, gastam mais dinheiro em livros, e consomem 41% dos livros em formato digital - e isso inclui pessoas que não têm um e-reader ainda.

Uma declaração recente da Amazon, que afirma que os e-books estão vendendo mais que o livros de capa dura em uma grande margem, confirma a ascensão meteórica de popularidade dos e-book. A Amazon alega que Kindle 3 é a melhor venda do que qualquer versão anterior em suas quatro primeiras semanas no mercado, enquanto a Apple disse que vendeu 4,19 milhões iPads no seu mais recente balanço trimestral .

Fonte | Mashable