Embora ainda sejam muito procurados e vendidos no país, os famosos netbooks estão com os seus dias contados. De acordo com uma pesquisa publicada pela ABI Research, ao menos lá fora, o número de vendas de tablets já ultrapassou o dos netbooks há tempos. Prova disso é que a Dell, que até então fabricava o compacto Inspiron Mini, anunciou hoje que irá descontinuar o modelo e não pretende lançar outros netbooks.

Atualmente as fabricantes de computadores têm investido em outro segmento: Ultrabooks. Em entrevista ao The Verge, a diretora de marketing da empresa, Alison Gardner, resumiu a estratégia da Dell para o futuro: “Fino e potente é o que procuramos”. E é isso que os Ultrabooks justamente são: laptops extremamente finos e compactos, dotados de especificações técnicas impressionantes.

Particularmente gosto do conceito de netbook, pois eu prezo muito pela portabilidade de um laptop. Mas convenhamos que a maioria dos netbooks disponíveis no mercado são verdadeiras “carroças”, equipados com Hardware extremamente ineficiente. Ou seja, eles basicamente servem para navegar na internet e edição de textos, nada que um bom tablet não faça e às vezes faz até melhor.

Informações | Gizmodo