Até o final do ano, pessoas que utilizam celulares na Grande São Paulo irão passar a ter um prefixo extra além do 11.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), 35 milhões de pessoas já usufruem o prefixo 11 e a saturação das linhas poderá ocorrer até o final de outubro. O atual sistema tem capacidade para 37 milhões de combinações numéricas.

Com esta saturação, causado pelo grande número de aparelhos e chips vendidos, o novo prefixo 10 irá ajudar a atender a demanda em 63 cidades.

Com a integração do prefixo 10, a enorme quantidade de números disponíveis não irá enfrentar problemas pelo menos até 2025. Detalhe, com esta mudança, chamadas do prefixo 10 para o 11 não serão classificadas como interurbanas.

Para executar uma ligação, será necessário digitar 010 seguido pelo o número do telefone, mesmo que seja para uma ligação local.