Hoje a Apple apresentou inúmeras novidades na WWDC, um evento para desenvolvedores realizado no Moscone Center. Foram abordadas na Keynote as novidades inclusas no Mac OS X Lion, iOS 5 e apresentação do iCloud, um inovador serviço de armazenamento e sincronização de arquivos entre iGadgets.

Naturalmente eu estava acompanhando o evento ao vivo até agora e reuni nada menos do que cinco páginas de informações e 1.550 palavras sobre o assunto. Portanto, para não saturar esse artigo com muitas informações, vou falar apenas sobre as novidades apresentadas para o Mac OS X Lion e deixarei a plataforma móvel da empresa e iCloud para o próximo.

Phil Schiller, Vice-presidente de marketing da Apple, começou falando sobre o exponencial crescimento do sistema operacional da empresa no mercado mundial. Enquanto o mercado de PCs encolheu 1% no último trimestre, o de Macs cresceu 28% no mesmo período. Schiller afirma que o Mac OS X Lion possui 250 novas funcionalidades e focou sua apresentação em 10, confira detalhadamente logo abaixo.

1) Multitouch: Não são necessários muitos caracteres para descrever. Já suportado na versão anterior do sistema, só que agora os toques transmitirão a sensação de maior controle sobre o sistema. Assim como no iOS, barras de rolagem só serão exibidas quando necessários.

2) Aplicativos em tela cheia: Também breve para explicar, como o próprio nome explicita, executa diversos aplicativos em tela cheia. Ideal para aqueles usuários que desejam focar sua atenção apenas na tarefa executada no momento.

3) Mission Control: Sistema para organizar e gerenciar de maneira bonita e agradável todos os aplicativos abertos no sistema, deixando a área de trabalho em segundo plano.

4) Mac App Store: Já suportada pela versão anterior do OS X, Snow Leopard, a loja de aplicativos da Apple será ainda mais integrada ao Lion. Na nova versão do sistema a App Store será capaz de enviar notificações ao usuário e permitirá compras in-app.

5) Launchpad: Recurso claramente inspirado no iOS, exibirá uma tela com os ícones de todos os aplicativos instalados. Assim como no iOS, o usuário poderá criar pastas e editar suas posições.

6) Resume: O usuário não precisará mais salvar seus trabalhos. Ao fechar o aplicativo e abrir novamente, o Resume leva ele exatamente ao ponto onde ele parou anteriormente.

7) Auto-Save: Explicito no próprio nome, salva automaticamente todo o seu progresso enquanto você trabalha. Se o usuário não desejar, pode desativar a funcionalidade.

8 ) Versions: A medida que o Auto-Save salva automaticamente o seu progesso, o Versions armazena e registra todas as versões do documento. Ideal para quando você deseja voltar exatamente “naquele ponto” crucial.

9) AirDrop: Sistema de compartilhamento de arquivos baseado em Wi-Fi. Automaticamente descobre outros usuários e configura automaticamente. Para trocar arquivos, basta arrastar o arquivo até o avatar da pessoa.

10) Mail: O aplicativo para leitura e envio de e-mails do Mac foi totalmente remodelado. Ele aproveita a tela cheia e tem opção de duas ou três colunas. O software também ganhou sistema de conversações, sugestão automática para buscas e é muito mais estável.

Essas foram as principais novidades que veremos no Mac OS X Lion, apresentadas hoje, por Phill Schiller. O novo sistema operacional da Apple só estará disponível via Mac App Store e irá custar apenas US$30 dólares. Se quiser adquirir o sistema, ele chegará na loja virtual em julho.