Há cerca de um ano a Panasonic apresentou o primeiro reprodutor de Blu-Ray portátil do mercado, cuja proposta era de levar os seus filmes em alta definição para qualquer lugar. Porém, o dispositivo não proporcionava a experiência completa de assistir a um filme com a máxima qualidade de imagem proporcionada pela alta definição, pois a resolução máxima oferecida era de apenas 1024 x 600 pixels.

Hoje, mais de um ano após o lançamento do DMP-B200, a Panasonic anunciou a nova versão desse inovador reprodutor portátil de Blu-Ray. Entretanto, a limitada resolução do predecessor permanece e duração de bateria está avaliada em apenas 4 horas de uso intensivo. Em contrapartida, o dispositivo possui uma porta HDMI para conectá-lo à uma HDTV e um Slot SD que permite a visualização de vídeos presentes na memória do cartão.

É compreensível que a fabricante não seja capaz de desenvolver uma tela de 8 polegadas que ofereça suporte a reprodução de vídeos em Full HD 1080P, mas seria interessante se a mesma se comprometesse a proporcionar pelo menos a metade dessa experiência e desenvolvesse um dispositivo que ofereça suporte ao HD 720P, ou seja, resolução de 1280 x 720 pixels.

Pontos fortes:

  • Munido de um cabo HDMI, o DMP-B200 é uma opção viável para transportar com facilidade o seu reprodutor de Blu-Ray e assistir a sua coleção de filmes em quase qualquer lugar, mediante a disponibilidade de uma HDTV no local.
  • Slot para cartão SD.

Pontos fracos:

  • Baixa resolução do dispositivo. Caso o usuário deseje obter toda experiência de assistir a um filme em alta definição, deverá possuir um cabo HDMI e uma HDTV à sua disposição.
  • Baixa duração de bateria, tornando-o ineficiente para longas viagens.