O Moto 360 foi anunciado pela primeira vez em março desse ano e trouxe para os smartwatchs uma característica óbvia, mas que não havia sido explorada por outras fabricantes: o design redondo. Justamente pelo seu formato, ele acabou chamando bastante atenção e eu estava bem curioso para vê-lo de perto. A Motorola o anunciou na última quinta-feira (4) durante um evento em São Paulo, mas o gadget só chegará no Brasil em outubro.

É indiscutível que o Moto 360 é muito elegante. Construído em aço inoxidável, passa uma sensação de relógio comum e fica bem discreto no pulso. Mas existe um grande problema aqui: ele não foi feito para quem tem pulsos finos. Pessoalmente, ele até parece ser menor do que nas fotos, mas basta vê-lo em braços magros para perceber que não é um acessório para todos.

O relógio roda o Android Wear, plataforma da Google para dispositivos vestíveis. Ainda há muita coisa para evoluir no sistema, mas alguns truques se mostram interessantes e úteis, já que ele é centralizado no Google Now. Os cards de notificações sempre aparecem para adiantar informações convenientes, como o trânsito. É possível aceitar ou recusar ligações, verificar quantos passos você deu no dia e consultar os batimentos cardíacos.

Moto-360-2
Apesar das qualidades, o Moto 360 ainda não me convence investir num relógio inteligente. A maior parte das críticas até agora publicadas são em relação a sua duração de bateria, muitas vezes não é possível chegar ao fim do dia com apenas uma carga, o que torna o uso bem frustrante. Imagine que, se a bateria acaba na metade do seu dia, você perde a função mais importante do seu relógio: ver as horas.

Moto-360-3
Nos Estados Unidos, ele já está a venda desde sexta-feira e custa US$ 250. É difícil dar um palpite a respeito dos valores que serão praticados por aqui, mas se a Motorola seguir a linha que tem usado em seus smartphones, a tendência é que ele esteja disponível por um valor mais atraente do que os seus concorrentes. Ainda existem poucas opções no mercado e a maioria está entre os R$ 700 e R$ 900.

Moto-360-5
O Moto 360 possui tela LCD de 1,56 polegadas com resolução 320 x 290 pixels e vidro Gorilla Glass 3, processador TI OMAP 3, 512 MB de RAM, 4 GB de memória interna, pedômetro, monitor óptico de frequência cardíaca, resistência IP67 a água e poeira, bateria de 320 mAh, dois microfones para cancelar ruído, 46 mm de diâmetro, 11,5 mm de altura e 49 gramas.

Moto-360-4