Manusear aparelhos eletrônicos com telas sensíveis ao toque traz uma conseqüência inevitável: as marcas dos dedos no display.

O que poderia ser apenas um incômodo estético pode ser uma ameaça à segurança dos usuários, de acordo com um estudo da Universidade da Pensilvânia.

A partir da visualização da tela do aparelho, seja diretamente ou através de fotografias, hackers podem interpretar as manchas para identificar os padrões de senha para desbloquear celulares. Para testar essa hipótese, os pesquisadores analisaram fotos dos displays de celulares Android, realizando ajustes no brilho e contraste quando preciso.

Em condições ideais de iluminação e ângulo de câmera, foi possível identificar parcialmente as senhas em 92% das vezes. Em 68% das tentativas, os estudiosos conseguiram descobrir a combinação completa.

Em piores condições, os padrões de senhas foram identificados parcialmente em 37% das vezes e totalmente em 14%. O artigo referente ao estudo ainda afirma que é possível recuperar boa parte das marcas mesmo que a superfície do aparelho tenha contato leve com o tecido da roupa do usuário.