O iPad Air não apresentou mudanças extremamente significativas em relação ao hardware do seu predecessor. O tablet da Apple ganhou compatibilidade com o Wi-Fi MIMO e com o 4G brasileiro, além do processador A7 de 64 bits, o mesmo que equipa o iPhone 5s.

A nova geração do iPad ficou visualmente parecida com o iPad Mini. Além disso, o novo tablet da Apple ficou menor, mais fino e mais leve. Apesar da redução no tamanho, a tela continua com 9,7”. Por isso, as bordas ficaram menores. O novo iPad tem espessura de 7,5 mm e sua versão de entrada pesa 469g, que é bem mais leve que os 652g da geração anterior.

Vale a pena?

Se você tem um iPad de quarta geração e está satisfeito com a experiência oferecida pelo tablet, recomendo esperar pela própria geração. Tirando o processador, a compatibilidade com o Wi-Fi MIMO e com o 4G brasileiro, o iPad não mudou muito internamente. Atipicamente, as maiores mudanças que o dispositivo recebeu ficaram restritas às suas partes externas.

Além disso, ainda não existem muitos aplicativos que consigam tirar proveito da arquitetura de 64 bits do processador A7.

Afinal, o que é WiFi MIMO?

Esse Wi-Fi é um verdadeiro mim... Não? Não. Se você não desistiu desse texto mesmo após essa piada horrível, vou te explicar o que é Wi-Fi MIMO (Multiple Input/Multiple Output).

Essa tecnologia foi anunciada em 2012 por Jeff Bezos, CEO da Amazon, como parte do Kindle Fire HD. Basicamente, a tecnologia aumenta o número de antenas no transmissor e receptor do dispositivo. Ela espalha a transmissão de dados entre essas várias antenas sem exigir banda extra ou mais energia.