Enquanto a Microsoft apresentava o Windows 8 em um tablet potentíssimo com processador i5, o Google e a Intel anunciaram que estão trabalhando para otimizar o Android para esse tipo de processador e que logo mais iremos ver produtos cada vez mais potentes.

Essa é uma boa notícia, mas as duas empresas terão muito trabalho pela frente. Quanto mais potente o processador, mais energia ele irá precisar e menos a bateria vai durar, esse é um dos motivos em que a Intel deve trabalhar fortemente, um processador potente e com baixíssimo consumo de energia. Já temos um esboço disso com o Medfield.

Eles mostraram um smartphone e um tablet rodando Android com esse tal processador Medfield que possui a arquitetura x86.


Com a Intel na briga ficará mais difícil para a Nvidia, TI e Qualcomm continuarem no mercado do jeito que estão, com certeza ela ganhará um espaço grande assim que entrar na briga. Quando teremos esses processadores no mercado? Provavelmente no comecinho do ano que vem

Dessa maneira podemos esperar processadores quad-core com alto desempenho e isso pode gerar uma mudança nos games do robô verde, é a tendência termos cada vez mais coisas melhores, porém tudo está evoluindo muito rápido no mundo dos smartphones, bom pra gente. Outro ponto que podemos lembrar é sobre a aquisição da Motorola Mobility e essa parceria com a Intel, assim o Google teria uma potência muito grande na fabricação dos aparelhos, o que pode melhorar ainda mais para os consumidores.