Revelado em nova Déli, nesta quarta-feira (05/10), o governo indiano mostrou o que eles alegam ser o tablet mais barato do mundo. O Aaskah – céu em português – será amplamente difundido pelo governo desse país, pois o seu principal propósito será o de oferecer inclusão digital aos diversos alunos e professores indianos.

Naturalmente, por ser um tablet destinado a inclusão digital, o Aaskah conta com especificações bem modestas. Ele vem com tela sensível ao toque de 7 polegadas e resolução de 800 x 480 pixels, um modesto processador de clock 366MHz, 256MB de RAM e 2GB de armazenamento interno expansíveis com o slot para cartão microSD.

Além disso, o dispositivo tem Wi-Fi 802.11 a/b/g e conectividade GPRS, permitindo ao usuário ficar conectado com o mundo através do tablet mesmo em áreas rurais, e executa o Android 2.2 Froyo. Obviamente não é plausível exigir especificações técnicas excelentes desse tipo de dispositivo, que possui propósito de inclusão, mas ainda assim pode-se dizer que o governo indiano “pecou” ao incluir uma ineficiente bateria que dura apenas três horas.

O modesto dispositivo custa o equivalente a cerca de R$ 65 reais e, por apenas US$ 7 dólares a mais, o consumidor pode também levar um teclado físico.

Sim, é um dispositivo extremamente modesto, especialmente para nós que estamos acostumados com iPad e Androids dotados de excelente hardware. Mas certamente será de grande valia para um estudante, em algum lugar da Índia, que não possui condições financeiras de adquirir um tablet desenvolvido por uma grande fabricante... Pena que o nosso governo deixe a desejar tanto nesse aspecto.

Informações | Engadget