Até pouco tempo atrás não era viável a comercialização da Apple TV no Brasil, pois ainda não contávamos com uma iTunes Store completa . Ou seja, mesmo que tivéssemos acesso ao dispositivo, não teríamos conteúdo. Mas agora isso já é passado, pois finalmente foi lançada nesta semana a versão brasileira da loja de vídeos e músicas da Apple e isso nos leva a inevitável pergunta: Afinal, vale a pena comprar a Apple TV?

Vale destacar que nas linhas abaixo estarei expressando uma opinião pessoal acerca do Set-top box da Apple, por isso, recomendo que vocês pesquisem ainda mais sobre o produto antes de tomar uma decisão. Porém, antes de opinar, vamos conhecer melhor as especificações técnicas e funcionalidades do aparelho.

Basicamente a Apple TV serve para o consumo dos conteúdos – principalmente filmes – disponibilizados na iTunes Store. O consumidor pluga o dispositivo na HDTV por meio da saída HDMI, o aparelho também possui conectividade Wi-Fi e uma saída Ethernet e de áudio óptico. Um recurso interessante do Set-top box da maçã é o “AirPlay”, que permite o acesso a determinados conteúdos de iPhones , iPods Touch e iPads através da Apple TV.

Pessoalmente eu não recomendo AINDA a aquisição de uma Apple TV, por um único e simples motivo: conteúdo limitado. Tudo bem, a iTunes Store brasileira estreou com mais de mil títulos e o consumidor ainda pode acessar o Netflix através do aparelho, mas se for parar para analisar ainda é pouco conteúdo e por R$ 399,00, pra mim é um investimento que não valeria a pena.

Sim, o AirPlay é maravilhoso, mas convenhamos que a utilidade principal dele é a de “se mostrar” para os amigos com o Real Racing 2.

Com o inevitável crescimento da loja de vídeos e músicas da Apple no Brasil, creio que em um breve futuro o investimento possa até valer a pena, mas por enquanto vou ficar com o computador plugado na HDTV mesmo. :P